Os segredos da durabilidade das rosas num vaso

29 visto, 4 min
10 Novembro

As rosas são um símbolo de beleza e de amor que adorna qualquer espaço com o seu esplendor. Mas como fazer com que estas criaturas efémeras encantem o olhar durante o máximo de tempo possível depois de terem sido cortadas e colocadas num vaso? 

Preparar o vaso: Criar a "casa" perfeita para as flores

- Lavar o vaso: Lave o vaso cuidadosamente com água morna e sabão para remover quaisquer bactérias e fungos remanescentes.

- Enxaguar: Após a lavagem, enxaguar bem o vaso para que não fiquem resíduos de sabão.

- Desinfeção: Além disso, pode limpar o vaso com um desinfetante, como uma solução de lixívia diluída em água, e depois enxaguar novamente bem.

- Ajustar o tamanho: Certifique-se de que a altura do vaso corresponde ao comprimento das hastes das rosas. O ideal é deixar o terço superior dos caules acima do bordo do vaso.

- Encher com água: Encher o vaso com água à temperatura ambiente. A utilização de água fria pode abrandar a absorção de água pelas rosas, enquanto que a água quente acelera a abertura dos botões.

- Adicionar nutrientes: Pode ser adicionado à água um conservante especial para flores de corte, que fornece às rosas os nutrientes essenciais e mantém o PH da água equilibrado.

Tratamento do caule: Assegurar uma absorção máxima da água

- Corte em ângulo: Utilize uma faca afiada ou uma tesoura de podar para fazer um corte num ângulo de aproximadamente 45 graus. Isto aumenta a superfície de absorção da água e evita que o caule se "cole" ao fundo do vaso, o que bloquearia a absorção da água.

- Atualizar o corte: Atualizar o corte a cada 2-3 dias para evitar que os caules se entupam e para melhor absorver a água.

- Remover o excesso de folhas: Remova todas as folhas que ficarão abaixo do nível da água no vaso. Os restos de folhas podem ser uma fonte de bactérias.

- Evitar danos: Evite esmagar ou danificar os caules, pois isso pode perturbar a absorção de água.

- Evitar o bloqueio do ar: Colocar os caules em água imediatamente após o corte. Isto evita que o ar entre nos vasos dos caules, o que poderia bloquear o fluxo de água.

Água para rosas: Temperatura e qualidade da água

- Temperatura da água: A temperatura ambiente ou a água ligeiramente morna é a melhor opção. A água fria retarda a absorção da água e pode provocar choques nas plantas, enquanto a água quente promove a abertura rápida dos botões e o crescimento acelerado das bactérias.

- Qualidade da água: Utilize água macia e estável, de preferência sem cloro e com baixo teor de minerais. Se possível, utilizar água destilada ou filtrada.

- Mudança de água: Mudar regularmente a água do vaso de 2 em 2 dias para evitar a proliferação de bactérias e manter a água limpa.

- Aditivos: Utilize conservantes para flores de corte, que incluem frequentemente nutrientes para estimular a saúde das rosas e agentes de combate a bactérias.

Localização do vaso: O efeito da luz e da temperatura nas rosas

- Luz: As rosas precisam de luz adequada, mas a luz direta do sol pode causar sobreaquecimento e murchamento rápido. Escolha um local com luz difusa ou à meia-sombra.

- Temperatura: Evite colocar as roseiras perto de fontes de calor ou de frio, como radiadores, aparelhos de ar condicionado ou correntes de ar. A temperatura ideal para as rosas deve ser fresca mas não fria.

- Humidade: Uma humidade insuficiente pode provocar um murchamento rápido. Se o ar interior for seco, considere a possibilidade de utilizar um humidificador.

- Distância dos frutos: Não coloque as rosas perto de frutos, pois estes libertam etileno, um gás que pode acelerar o murchamento das flores.

A colocação bem sucedida de rosas em vasos tem em conta todos estes factores para criar as condições mais favoráveis para as manter frescas e bonitas.

Quando as rosas murcham: Como revitalizar as flores murchas

- Poda do caule: Faça um novo corte nos caules e retire as folhas e pétalas murchas.

- Água fria: Utilizar água fria para dar um "choque" nas rosas e favorecer a sua absorção de água.

- Remoção do ar dos caules: Mergulhe os caules durante alguns segundos em água quente e depois coloque-os novamente em água fria. Isto pode ajudar a remover as bolhas de ar que bloqueiam o trajeto da água pelo caule.

- Hidratar as pétalas: Pode pulverizar suavemente as pétalas de rosa com água para aumentar a humidade.

As rosas duram mais tempo se forem bem cuidadas

O segredo da longevidade das rosas num vaso reside na atenção constante e nos cuidados regulares. A renovação da água, a temperatura e a qualidade correctas da água, a renovação regular do corte e a colocação ideal do vaso contribuem para a frescura e a beleza destas flores elegantes. Com os devidos cuidados, as rosas podem deliciá-lo durante muito mais tempo do que o habitual.

se você gostou do artigo ou parece útil - compartilhe-o nas redes sociais ou amigos:

para ir à loja e ver o catálogo de produtos, selecione a cidade para a qual você deseja enviar na lista disponível.

Comentários

ver todos os comentários