O Dia das Bruxas em diferentes países

2 visto, 4 min
16 Outubro

O Dia das Bruxas e os seus amuletos florais

O Halloween é um dos feriados mais coloridos e misteriosos da cultura mundial. Diferentes países celebram-no de formas diferentes, investindo significados e tradições únicos. Mas, apesar das diferenças, um dos elementos comuns da celebração continua a ser as flores e as plantas, cada uma das quais com o seu próprio símbolo e significado.

USA: A abóbora como símbolo do feriado

Nos Estados Unidos, a abóbora não está apenas associada às guloseimas do Dia de Ação de Graças, mas torna-se também um atributo integral do Dia das Bruxas. O simbolismo da abóbora neste feriado está no folclore irlandês, onde um ferreiro astuto chamado Jack uma vez enganou o diabo e foi amaldiçoado a vaguear pela Terra com a sua lanterna esculpida em beterraba. Quando os irlandeses chegaram à América, descobriram que as abóboras locais eram muito mais fáceis de esculpir e transformaram-nas em "lâmpadas de Jack" ou Jack-o'-lanterns. Atualmente, existem enormes campos de abóboras nos Estados Unidos que são concebidos especificamente para esculpir diferentes rostos e figuras, iluminando-os por dentro com velas e criando uma atmosfera misteriosa de Halloween.

Irlanda: O Dia das Bruxas e a tradição celta

A Irlanda, berço do Halloween, mantém uma tradição profunda e indígena de celebração do feriado, que tem origem no festival de Samhain, uma celebração celta que assinala o fim da época das colheitas e o início do inverno. Acreditava-se que nessa noite a linha entre os mundos dos vivos e dos mortos se tornava especialmente ténue e que as almas dos defuntos podiam visitar a terra. Os irlandeses esculpiam rostos assustadores em beterrabas e batatas para afastar os maus espíritos. As tradições modernas incluem a decoração das casas, a realização de desfiles de máscaras e as "doçuras ou travessuras" - dar a volta ao bairro em busca de doces. Apesar de a abóbora ser uma inovação americana, os irlandeses foram rápidos a adoptá-la como uma ligação às suas raízes e às imagens tradicionais das festas.

México: O Dia dos Mortos e a floricultura colorida

O Dia dos Mortos, ou "Día de Muertos", no México não é apenas um análogo do Dia das Bruxas, mas um feriado único que combina as tradições dos nativos americanos com as crenças católicas. Realizado a 1 e 2 de novembro, é uma altura em que as famílias honram os parentes falecidos fazendo piqueniques nas campas e criando altares brilhantes e com as cores do arco-íris nas casas. As flores desempenham um papel fundamental nestas celebrações, especialmente as margaridas. Acredita-se que as margaridas cor de laranja brilhantes, ou flores dos mortos ("cempasúchil"), ajudam as almas a encontrar o caminho de volta para casa. Os ramos destas flores, as pétalas que formam caminhos e até os arcos florais são uma parte importante da decoração.

Itália: Festa de Todos os Santos e crisântemos

Em Itália, o Halloween não é tão popular como na América; aqui, a atenção centra-se mais no Dia de Todos os Santos (1 de novembro) e no Dia da Memória dos Mortos (2 de novembro). Durante este período, os italianos visitam frequentemente os cemitérios para homenagear os defuntos, deixando flores nas suas campas. Os crisântemos tornaram-se um símbolo de recordação dos defuntos na cultura italiana, pelo que os ramos e arranjos destas flores são especialmente populares nestes dias. E embora os crisântemos sejam por vezes vistos como um símbolo da morte, podem também ser uma expressão de apoio e simpatia para com os falecidos e as suas famílias em momentos difíceis de reflexão.

Halloween na Ucrânia: Uma mistura de tradição e inovação

Embora o Dia das Bruxas não seja um feriado tradicional na Ucrânia, nas últimas décadas este feriado tem sido ativamente introduzido na cultura ucraniana, especialmente entre os jovens e nas grandes cidades. Aqui, o Dia das Bruxas é celebrado sobretudo como um evento ligeiro e divertido, com destaque para os bailes de máscaras, as festas e, claro, a decoração das casas e das ruas.

Decorações e símbolos do feriado

As abóboras transformadas em lanternas, os esqueletos, as bruxas e os fantasmas tornaram-se símbolos e decorações populares do Dia das Bruxas na Ucrânia. As abóboras são muitas vezes esculpidas para criar arranjos variados e coloridos, que são depois expostos de forma proeminente.

Eventos e festas

As festas e eventos de Halloween realizam-se em cafés, clubes e outros locais de entretenimento. Os desfiles de máscaras e os concursos para os mais bem vestidos estão também a tornar-se cada vez mais populares.

As flores de Halloween são uma ponte entre mundos

As flores têm um significado especial nas culturas de todo o mundo e isso reflecte-se nas tradições do Dia das Bruxas e de feriados semelhantes. Quer se trate das margaridas de cores vivas do Dia dos Mortos no México, dos crisântemos em Itália no Dia de Todos os Santos ou das flores de lótus no Obon do Japão, as flores tornam-se a ponte que nos liga ao mundo dos falecidos. Expressam respeito, recordação e gratidão para com os que já partiram, permanecendo uma parte importante dos rituais e tradições. As flores permitem-nos exprimir sentimentos e emoções onde as palavras podem não ser capazes de transmitir a profundidade das nossas experiências, proporcionando momentos coloridos e significativos de comunicação entre os vivos e os que partiram.

se você gostou do artigo ou parece útil - compartilhe-o nas redes sociais ou amigos:

para ir à loja e ver o catálogo de produtos, selecione a cidade para a qual você deseja enviar na lista disponível.

Comentários

ver todos os comentários